Nova Resistência realiza seu I Congresso Regional Sul-Sudeste

Entre os dias 12 e 14 de Novembro, nossa organização realizou o I Congresso Regional Sul-Sudeste da Nova Resistência, com o intuito de fortalecer a nossa formação dissidente, integrar nossos camaradas regionais e ter contato com interessados, simpatizantes e companheiros de luta nacionalista.

Findado o evento e após o retorno de cada camarada aos seus respectivos lares, podemos afirmar com grande entusiasmo que o evento foi um grande sucesso eressalta a importância da consolidação do campo nacionalista e inspira o convite: Filiem-se à Nova Resistência.

Para um evento exclusivo para membros da organização e convidados conseguimos reunir 50 pessoas para várias rodadas de palestras interessantes, com representantes da própria São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Como de costume em nossos eventos, tomamos o juramento de camaradas que cumpriram os requisitos e o tempo probatório para firmarem sua filiação, bem como recebemos novos prospectos entre os simpatizantes que foram convidados.

Nosso presidente, Raphael Machado, realizou importantes falas sobre o caráter ilibado de nossa luta, a face cada vez mais aberta e vil de nossos inimigos, a resistência contra os ataques e a fé na vitória.

Fundamental destacarmos, entre as falas de convidados, as comunicações de Aldo Rebelo, que comentou sobre a formação histórica nacional, do Comandante Robinson Farinazzo que comentou sobre a importância da formação de quadros jovens no nacionalismo brasileiro, do Rogério Anitablian que abordou a importância da união nacional e da superação da polarização.

Merecem menção também a fala de Felipe Quintas, que enfatizou o papel do Estado no desenvolvimento nacional, de Lucas Silvestre que abordou o papel social e cívico do serviço militar, de Alexandre Hage que pontuou o caráter colonialista do discurso “decolonial” na questão continental e vários outros.

Os próprios membros da Nova Resistência fizeram comunicações excelentes, abordando temas como Noomaquia e Identidade Brasileira, o pensamento de filósofos do Estado Novo, uma visão dissidente da Proclamação da República, temas econômicos como a desindustrialização, teto de gastos e tripé macroeconômico, etc.

No nosso Congresso anunciamos, também, um Programa Mínimo com pautas defendidas pela organização, que vão da revogação do teto de gastos e a reestatização das empresas estratégicas, passando pela defesa dos valores tradicionais e valorização da história nacional, indo à bomba atômica e integração ibero-americana e muitas outras.

Também realizamos um ato no Monumento às Bandeiras e desfilamos pela Brigadeiro e pela Paulista com nossos estandartes, tendo a oportunidade de explicar aos curiosos sobre nossa organização.

O evento demonstrou, para nós, a importância da expansão do campo nacionalista como um todo, bem como o fortalecimento e crescimento da Nova Resistência em particular. No contexto atual de falsa polarização direita/esquerda é necessário educar quadros nacionalistas que militem nos termos da verdadeira contradição: soberanismo/globalismo.

A Nova Resistência, sempre buscando o diálogo, a integração, as alianças e as parcerias, bem como recrutando e treinando quadros, pretende desempenhar um papel de relevo nessa luta pela libertação do Brasil.

Agradecemos a todos que prestigiaram o evento como convidados e palestrantes, por trilharem conosco o caminho do verdadeiro patriotismo e nos ajudar e incentivar a construir um projeto digno desta gloriosa nação. O caminho é longo, mas nossos passos são cada vez mais largos, nossas fileiras cada vez maiores e nosso destino é resoluto: Edificaremos a Nova Roma!

LIBERDADE! JUSTIÇA! REVOLUÇÃO!

Imagem padrão
Nova Resistência

Organização nacional-revolucionária que, com base na Quarta Teoria Política, busca restaurar a dignidade imperial do povo brasileiro.

Artigos: 593

Deixar uma resposta