“Taxe os ricos!” Mas a estilista de Ocasio-Cortez é sonegadora de impostos

Celebridades e bilionários de todo o Ocidente se reuniram há poucos dias no MetGala. Entre todos eles se destacou a presença da deputada Alexandra Ocasio-Cortez, do Partido Democrata dos EUA, ídolo das esquerdas progressistas internacionais, que desfilou com um vestido caríssimo em cuja parte traseira se lia “Tax the Rich”. A hipocrisia imediata é acrescentada pelo fato de que a estilista responsável é sonegadora de impostos e já foi denunciada por inúmeras violações de direitos trabalhistas por seus ex-funcionários.

Não é exatamente um bom visual para Alexandria Ocasio-Cortez, a jovem congressista estrela do Partido Democrata dos EUA. Como noticiado nos últimos dias, de fato, enquanto assistia à luxuosa MetGala em Nova Iorque – onde os ingressos custaram cerca de 30 mil dólares, segundo a Fox News e a Associated Press – a querida dos liberais quis se destacar e lançar uma mensagem política usando um vestido branco com o slogan “Tax the rich!” (Taxe os Ricos!). No Twitter, a congressista publicou uma foto do vestido com a legenda: “Orgulhosa de trabalhar com @aurorajames como uma designer imigrante negra focada na sustentabilidade, que passou de iniciar seu sonho em @brothervellies em um mercado de pulgas do Brooklyn para ganhar o @cfda contra todas as probabilidades. Agora é hora de cuidar das crianças, da saúde e da ação climática para todos. Taxe os ricos”.

Se a estilista de Ocasio-Cortez foge do Fisco

Se a iniciativa da Ocasio-Cortez já tinha dividido as mídias sociais, agora surgiu outro elemento que certamente será discutido e representa um sério dano à imagem da congressista do Bronx. De acordo com o New York Post, a estilista Aurora James, que projetou o controverso vestido da deputada, tem dívidas fiscais em vários estados americanos, segundo os registros. A maior parte dos pagamentos em atraso de James é feita pela Cultural Brokerage Agency, uma ltda – uma empresa de responsabilidade limitada – que ela formou em 2011 para servir como a empresa matriz de sua marca de moda, que agora é conhecida como Brother Vellies. É a favorita de estrelas como Beyoncé, Rihanna e Meghan Markle. A empresa acumulou três execuções fiscais no estado de Nova Iorque totalizando US$ 14.798, o Departamento de Impostos e Finanças do estado confirmou ao New York Post. As dívidas, contraídas antes da pandemia, datam de 2018 e 2019. Para piorar a situação, a mesma empresa deve $103.220 ao governo federal porque não pagou impostos retidos na fonte sobre a remuneração dos funcionários. Esqueça o socialismo e a tributação dos ricos: antes de sinalizar virtude e lançar certas mensagens – as de sempre, de qualquer forma – deve-se olhar para a própria casa. Mas esta hipocrisia e estas profundas contradições são típicas de uma certa elite liberal-progressiva, da qual a “pasionaria” AOC é também uma expressão, quer ela goste ou não.

Estagiários não pagos e dívidas fiscais

E se a empresa de James parece não ter problemas em fugir dos impostos e não pagar a seus funcionários o que deve, também não tem problemas em aceitar o dinheiro dos contribuintes americanos: sua empresa, a Nyp informa, recebeu US$ 41.666 em ajuda devido à emergência pandêmica. Ao longo dos anos, a Cultural Brokerage Agency também enfrentou uma série de processos devido ao não pagamento de benefícios a seus funcionários: de acordo com muitos ex-empregados, a Cultural Brokerage Agency também explora estagiários em tempo integral e não os paga. Em resumo, é um quadro pouco edificante para o amigo de Ocasio-Cortez. Se a decisão de participar de uma gala de luxo já havia feito muita gente virar o nariz, agora a credibilidade de Alexandria Ocasio-Cortez é seriamente questionada. É possível que ela não soubesse de nada?

Fonte: Il Giornale

Roberto Vivaldelli

Jornalista especializado em comunicações e relações internaiconais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *