A mídia globalista deve ser silenciada!

Fake News. Propagandas subliminares. Manipulação dos costumes. Imposição de valores decadentes. Quem acha que a mídia possui como seu papel apenas informar possui a ingenuidade das crianças pequenas.

Nos EUA, apenas 6 corporações controlam 90% da mídia: National Amusements, Disney, TimeWarner, Comcast, News Corp e Sony. Mas essas megacorporações também controlam a mídia na maior parte do mundo ocidental, mesmo no Brasil.

Sabe-se, por exemplo, que a nossa Globo foi criada com capital, tecnologia e conhecimento da TimeWarner. Por isso não se surpreendam com o fato de que a Rede Globo sempre repita e siga a linha editorial da famigerada CNN. A CNN, organização propagandística especializada em fake news, pertence à TimeWarner, tal como a Globo. E, portanto, as duas seguem a mesma linha editorial.

Mas pior do que a concentração midiática extrema é que todas essas corporações possuem agendas políticas, econômicas e culturais que vão muito além da mera difusão de notícias, da propagação de entretenimento e o lucro próprio.

Todas essas corporações são, na verdade, departamentos de propaganda que servem os interesses de uma mesma elite capitalista internacional que trabalha para a construção de um Estado Global.

Para a construção desse Estado Global, essa elite precisa que a ideologia liberal seja mantida hegemônica e seja normalizada como “bom senso” nas mentes das massas. Mais ainda, essa elite precisa que a dissolução dos laços sociais tradicionais se acelere e que todos passem a se ver como “indivíduos” que são também “cidadãos do mundo”.

Para preparar o caminho para esse Estado Global, os barões da mídia, com sede de sangue, tem acusado e demonizado inúmeros povos que tentam se libertar ou preservar sua liberdade: sírios, iemenitas, líbios, iraquianos, iranianos, russos, norte-coreanos, etc. O trabalho desses departamentos de propaganda é o que permite que os governos atlantistas declarem suas guerras e lancem seus mísseis.

Nenhum país que tenha em seu seio a presença de aparatos de propaganda alinhados à mídia hegemônica globalista conseguirá conquistar e preservar sua soberania.

Portanto, precisamos silenciá-los! Nenhuma violência ou autoritarismo são excessivos para combater até o fim a mídia atlantista!

Deixe uma resposta