A revolução social por meio da nutrição. Por que os proprietários de restaurantes tradicionais devem desaparecer

Por Liliane Held-Khawam

A microelite da alta finança tenciona pôr termo à agricultura e aos restaurantes tradicionais para impor uma alimentação saída dos laboratórios/fábricas financiados por ela. 

O Fórum Econômico Mundial relaciona a saúde e o bem-estar ao envelhecimento, ao desenvolvimento sustentável, aos serviços de saúde, de assistência, à saúde global, mas também à célebre 4ª revolução (tudo conectado e monitorado em tempo real) e ao futuro da alimentação.

Fondue, raclette, chucrute e outra charcutaria bem que poderiam ser esquecidos no contexto de viagem até o Novo Mundo.

A alimentação, seus locais de produção, bem como seus locais de consumo, bem que poderiam se tornar uma pedra angular da Saúde Global da Nova Sociedade que será instaurada nestes próximos meses, anos. Logo, a obstinação contra os atores tradicionais encontra uma explicação racional.

° https://lilianeheldkhawam.com/2020/08/02/notre-sante-livree-aux-ingenieurs/

° https://www.myrecipes.com/extracrispy/what-to-eat-for-breakfast-if-you-want-to-live-forever

A longevidade por meio de uma alimentação orientada

A longevidade pertence à lógica da elite emergente. Temos em mente diversas personalidades – Ray Kurzweil e Luc Ferry – a celebrá-la.

° https://lilianeheldkhawam.com/2020/10/03/la-longevite-au-coeur-du-transhumanisme-2-videos-pour-le-week-end/

Conforme preconizado hoje, a longevidade não consiste em um mero aumento da duração da vida. Trata-se de viver durante muito tempo (idealmente para sempre) em ótima saúde. A fim de a realizar, determinados especialistas convidam a ciência e a tecnologia para alcançar esse objetivo muito ambicioso.

A longevidade faz uso de múltiplos fatores para combater o envelhecimento. A nutrição desempenha aí um papel central ao lado da ciência e da tecnologia.

Em uma conferência, Astrid Stuckelberger apresenta aos estudantes da École Hôtelière de Lausanne como a tecnologia pode intervir no cotidiano a fim de modificar de maneira determinante os hábitos alimentares, orientar as necessidades alimentares e fazer da nutrição uma ferramenta a serviço da saúde e, portanto, da longevidade. Evidentemente, nesse contexto, a liberdade alimentar não faz mais parte do menu.

Astrid apresenta uma abordagem de ciência e da tecnologia, que contribuem para garantir grandes progressos para uma longevidade contente e sadia, bem como fala a respeito de oportunidades futuras para as empresas de alimentação, de nutrição e de hotelaria. “Militante universitária”, a Dra. Astrid Stuckelberger é uma especialista do envelhecimento de renome internacional.

Conferencista e pesquisadora na École de Santé Publique de l’Université de Genève, Astrid tem expertise eclética e multidisciplinar – da biologia à psicologia e à saúde pública –, que ela aplicou no decorrer da última década, se concentrando no desenvolvimento da longevidade, revolução, medicina antienvelhecimento e inovação. Ela publicou vários livros e mais de 100 artigos cientificos, documentos de política geral, relatórios governamentais e da ONU. Entre os postos internacionais de Astrid figuram o de presidente do Réseau International de Genève sur le Vieillissement [envelhecimento] e representante permanente da Association Internationale de Gérontologie et Gériatrie. TEDx.

Os investimentos de Bill Gates para modificar a produção alimentar

Bill Gates é o maestro da orquestra da saúde do Novo Mundo. Vocês o conhecem pela sua promoção de vacinas. Mas sua incumbência parece ir bem além, uma vez que ele é um fervoroso revolucionário da alimentação. Ele defende um enfoque que deseja pôr termo à agricultura tradicional para impor uma alimentação de substituição saída de laboratórios/fábricas que ele financia.

° Importante ver: https://www.livekindly.co/how-bill-gates-making-world-vegan/

Substitui-se as proteínas animais em laboratórios e usinas por componentes “vegetais”. Todas essas produções são certificadas e pertencem à microelite da alta finança. 

° https://www.gatesnotes.com/about-bill-gates/future-of-food

Os dois vídeos abaixo foram publicados por Bill Gates no âmbito de uma temática sobre o Futuro da Comida (acima). No nosso entendimento, o paradigma alimentar deve mudar no contexto do Big Reset.

Fabricar ovos a partir de plantas. Os tecnocientistas de Bill Gates têm a resposta

Substituir proteínas animais por alternativas vegetais

Agricultores e proprietários de restaurantes tradicionais devem morrer

Quanto aos agricultores, eles já têm de renunciar à própria exploração sob um fardo insuportável constituído de normas, de obrigações, de sanções, impostos etc. O número assombroso de suicídios, as falências ou as vendas de patrimônios a rentistas deixaram o terreno limpo e irreversível em benefício do concreto.

° https://lilianeheldkhawam.com/2018/03/23/agriculture-le-harcelement-de-nos-paysans-profite-a-la-mafia-lhk/

° https://lilianeheldkhawam.com/2018/11/09/delocaliser-lagriculture-la-commission-europeenne-est-pour-lhk/

Além da lucrativa operação financeira, a microelite vai poder vender seus produtos industriais de substituição que ela quiser, quando ela quiser e pelo preço que apenas ela fixar (dado que vimos que o mercado não existe mais).

A questão dos agricultores tradicionais resolvida, sob a bandeira de motivos falaciosos (gases poluentes de vacas), contestados em seu tempo por investigadores da Ecole Polytechnique de Zurich, é a vez de se ocupar dos proprietários de restaurantes, mercearias, horticultores etc. Essas pessoas devem fechar suas loja para dar lugar a uma alimentação “sadia”, “sustentável” e “dirigida”.

Imagem encontrada no Facebook que pode ter sido tirada de um tweet da Sra. Herlin. Veja o comentário abaixo. De fato, muitos trechos do livro do Prof. Schwab circulam nas redes sociais. Exemplo: https://www.facebook.com/search/top?q=extrait%20livre%20scwab

Assim, você compreende por que é preciso fechar os restaurantes e destruir os hábitos alimentares tradicionais. Foie gras e outros perus recheados não deverão ter mais seu lugar nas mesas da Nova Sociedade.

Fonte: ZEjournal.mobi

Deixe uma resposta