Patriarca Cirilo sobre o falecimento de Fidel Castro:

Ao General Raúl Castro Ruz, Presidente do Conselho de Estado e do Conselho de Ministros da República de Cuba.

Sua Excelência,

É com profunda tristeza que soube da morte de seu irmão mais velho – Fidel Castro Ruz. Expresso minhas sinceras condolências ao senhor e aos familiares e amigos do falecido, bem como a todo o povo cubano.

O Comandante Fidel foi um dos mais conhecidos e destacados chefes de Estado de nosso tempo. Conquistou proeminência internacional e tornou-se uma lenda ainda em vida. Sendo carne da carne do povo cubano, dedicou todas as suas forças para tornar sua pátria verdadeiramente independente e para fazê-la ocupar um lugar digno na família mundial de nações.

Na Igreja Ortodoxa Russa, o nome de Fidel Castro é sempre pronunciado com respeito e gratidão. Com a participação pessoal do Comandante, foi erguida em Havana um templo dedicado ao Ícone da Mãe de Deus de Kazan, do qual Fidel – em sua própria expressão – foi “o comissário da construção”.

Guardo as calorosas lembranças de minhas reuniões com o Comandante Fidel. Sempre me impressionou seu intelecto em larga escala e sua nítida capacidade de falar sobre assuntos muito diversos com competência. Nossa última conversa ocorreu em 13 de fevereiro de 2016, em sua residência, no dia seguinte ao meu encontro com o Papa Francisco de Roma.

Sempre acalentei em meu coração a boa memória deste corajoso e carismático homem, um amigo sincero da Igreja Ortodoxa Russa.

Nestes dias de tristeza, que o Senhor vos envie consolação e fortaleza ao senhor e a toda a família do Comandante Fidel Castro.

Com profundas condolências,

+ Cirilo

Patriarca de Moscou e de toda Rússia.

Deixe uma resposta