O mapa dos financiamentos espúrios em solo brasileiro

O Brasil atual é cheio de grupos internacionais aparentemente independentes que, no final das contas, não só têm o mesmo objetivo como têm os mesmos financiadores por trás. É uma rede de influência gigante e nefasta que pouco é falada, mas desde a esquerda liberal até a direita liberal tem os mesmos patrões por trás delas, e não é no sentido figurado.

Vamos começar falando da esquerda liberal que no contexto atual, é a maior importadora de pautas estrangeiras e alienígenas ao Brasil. Vale deixr bem claro que todas essas informações são facilmente encontradas nos sites e fontes oficiais de cada um dos nomes e instituições citadas. Inclusive, incentivamos que os leitores façam sua própria pesquisa para ter uma noção ainda maior do “furo”.

Vejamos um pouco sobre os vários financiadores da WBO Brazil Office como o US Network for Democracy in Brazil, fundado por um ativista LGBT e historiador americano e conhecido por ser um pesquisador da “homocultura brasileira”, também ligada ao WBO.

A já conhecida Open Society Foundations do bilionário que já foi banido da Hungria e diversos países e é conhecida por financiar vários movimentos sociais principalmente de cunho liberal-libertário também é ligada ao WBO.

A Amazon Watch, que é uma ONG que se diz em defesa da Amazônia e dos direitos dos indígenas, também é ligada ao WBO.

O instituto Galo da Manhã é uma ONG em defesa da democracia e da diversidade e também é ligada ao WBO.

O Instituto Clima e Sociedade (ICS) é uma organização filantrópica que apoia projetos e instituições dedicados ao enfrentamento das mudanças climáticas no Brasil e também é ligada ao WBO.

Não é público qual o grau de envolvimento entre esses grupos citados com a WBO mas acredita-se que chegue ao nível de financiamento e coordenação. Todos esses grupos financiam a WBO que por sua vez financia uma miríade de outros grupos que podem ser vistos na imagem acima. Tanto os financiadores quanto os financiados são clássicos grupos da esquerda liberal moderna, preocupados com causas sociais, de minorias, e ligadas à agenda verde do Grande Reset. Sônia Guajajara, que nos últimos tempos vem ganhando espaço na mídia e que renega a história brasileira considerando-a como opressora e colonialista, é uma beneficiária e ligada a WBO que serve como uma financiadora terceirizada de outros grupos maiores que ela.

A Fundação do Jorge Paulo Lemann, um dos homens mais ricos do Mundo, serve assim como a WBO, como uma terceirizada para diversos grupos internacionais como por exemplo e novamente, a Open Society Foundations do Soros, financiarem movimentos e personalidades midiáticas, no caso da Fundação Lemann, seus maiores beneficiários são personalidades liberal-libertários como Tábata Amaral por exemplo, como veremos na imagem abaixo:

Apesar de termos notícias como essa negando o fato de que a Tábata Amaral, deputada federal por SP seja financiada pela Fundação Lemann,

A notícia não passa de propaganda pois como pode ser visto na imagem acima dela, a Fundação Lemann não financia diretamente a Tábata mas financia a RAPS (instituto que segundo eles mesmos é uma organização apartidária com a missão de contribuir para a melhoria da democracia e do processo político brasileiro e de disseminar o compromisso com a sustentabilidade e o desenvolvimento sustentável na política institucional. Nós fazemos isso por meio de apoio, conexão e desenvolvimento de lideranças políticas, de diferentes partidos políticos, origens e ideologias, capazes de colocar as diferenças de lado para dialogar e atuar conjuntamente na busca de soluções concretas para nossos principais desafios econômicos, sociais, ambientais e políticos) que por sua vez financia a Tábata. De repente, eles parecem querer que acreditemos que a terceirização não implica envolvimento.

Mais uma vez George Soros aparece através de seu instituto privado financiando outros grupos que financiam um outro grupo menor que por sua vez financia personalidades midiáticas e políticas. A questão é entender como todo esse circo e redes de investimento e influência afetam toda a política de nosso país.

Outra ONG estrangeira como a Ford Foundation que luta contra o racismo e defesa da democracia também aparece como financiadora/ligada do RAPS.

Outras ONGs ou grupos privados também aparecem como financiadoras/ligadas ou de ONGs ou grupos privados menores que financiam pessoas ou movimentos sociais ou financiam diretamente essas pessoas/movimentos

Por último e trazendo de volta personagens da primeira imagem e como de costume, com o George Soros sempre presente, temos um instituto sionista que tem como sua função combater o antissemitismo e disseminar conhecimento sobre Israel no Brasil.

A WBO financiada por George Soros e a US Network for Democracy de James N Green financiam o Instituto Brasil-Israel que financia grupos que dizem lutar contra o antissemitismo no Brasil mas que na prática só funcionam como escudo para blindar qualquer crítica ao estado de Israel.

Temos também o RAPS financiado por Soros (cansamos de tanto escrever esse nome) e pela fundação Lemann como demonstrado acima financiando esse instituto sionista que por sua vez além de financiar o grupo do trecho acima, financiam grupos que tem como função defender a “ciência”.

No final das contas, o Brasil está tomado de grupos e institutos com as mesmas cabeças por trás que, por serem bem numerosos, parecem independentes. Como vemos, nada pode estar mais longe da realidade. Meia dúzia de grupos financiam toda a política mainstream de nosso país, sendo o mais proeminente de todos os financiadores o bilionário George Soros que, sem exceção, está em todo lugar com suas mãos atrás de uma cortina que é seu instituto. Entenderam por que Ciro Gomes o atacou e logo foi achincalhado como “conspiracionista”?

Existe soberania num país onde grupos internacionais podem livremente financiar grupos que defendam seus próprios interesses acima dos interesses nacionais? Nunca. É necessário dar um fim à farra das ONGs do Brasil, e principalmente, banir o maior de todos que é Soros, como já foi feito por países sérios ao redor do mundo. Tudo isso é um quebra-cabeça complexo que quando tem todas as peças reunidas, a obra inteira pode ser entendida e ver como um pequeno grupo tem poder sobre todo nossa vida política.

Imagem padrão
Nova Resistência

Organização nacional-revolucionária que, com base na Quarta Teoria Política, busca restaurar a dignidade imperial do povo brasileiro.

Artigos: 593

Deixar uma resposta