A Colômbia é o palco do mais novo sacrifício a Moloch

Sob os cacofônicos berros de celebração de grupos progressistas e ditos defensores das liberdades da mulher, a Colômbia aprovou uma monstruosidade jurídica, médica e humanitária. O aborto irrestrito até 24 semanas de gestação é a legitimação política do assassinato de inocentes, um sacrifício demoníaco e um estandarte da decadência.

Pode ser uma imagem de pessoa, bebê e hospital

A imagem é de um bebê com 6 meses de vida. Quando nasce, tem altas chances de sobreviver (de 50 a 70 por cento de chance), porque é uma bebê todo formado, um ser vivo, um ser humano.

Na Colômbia, uma mulher agora pode, livremente, decidir abortar um bebê até o 6° mês de gestação. Ou seja, até 24 semanas, por vontade própria, sem pré-requisito algum (como estupro ou risco de vida pra mãe), a mulher pode escolher abortar um bebê saudável, de uma gravidez saudável e normal.

Vê-se claramente que não há justificativa alguma para isso. É apenas a agenda demoníaca do ocidente liberal avançando.

Não houve plebiscito, não houve votação. Nada. Apenas a suprema corte da casta judiciária (liberal de direita) agindo contra toda a população católica e conservadora da Colômbia. Um verdadeiro crime contra a democracia em seu sentido original. Um verdadeiro crime contra a mulher, que em sua maioria naquele e em todos os países do mundo é contra o aborto irrestrito.

Em muitos países ocidentais, mulheres colecionam seus abortos em vidros de conserva e falam com orgulho sobre como é assassinar todas essas crianças.

Em muitos países ocidentais é discutida a possibilidade de legalizar o aborto até o 9° mês de gestação. E em alguns grupos influentes, principalmente nas universidades mais famosas (inclusive no Brasil), é discutido seriamente o “aborto” após o nascimento. Pesquisem por “aborto pós-nascimento” e vejam por si mesmos!

Em breve, tudo isso se tornará uma realidade, porque é assim que as coisas vão progredindo. Um passo de cada vez. Satanismo em sua forma mais pura.

Há milênios o infanticídio é o principal alimento dos demônios.

O sacrifício a Moloch nunca teve fim.

Imagem padrão
Catarina Leiroz

Cristã Ortodoxa, graduanda em Pedagogia e vice-diretora da NR-RJ.

Artigos: 451

Deixar uma resposta