Os delírios da esquerda brasileira em torno da conjuntura política

O camarada André Luiz fala brevemente sobre a míope análise de conjuntura das esquerdas.

Leio os grupos de esquerda e é lamentável o quão perdidos estão. A maioria não entende como Bolsonaro é tão resiliente.

[Boa parte acha que o apoio ao [des]governo é só de 20%, mas nesse nível de polarização, os 20% de tolerantes também têm de ser considerados simpatizantes do mentecapto.]

Eles insistem em apontar os problemas econômicos, pandêmicos, ambientais, administrativos, os crimes e pererê pão duro. E acham que o apoio se deve a uma ”cortina de fumaça” de alienação.

Não entenderam nada, não querem entender nada.

As classes populares estão como nunca antenadas na política formal e acreditando que sua voz pode determinar os rumos do país.

São classes CONSERVADORAS, profundamente antiprogressistas e contrárias ao cosmopolitismo, e que veem seus valores sob ataque.

E não tem ninguém politicamente relevante falando para esses grupos.

A pauta principal desses setores não é a economia. Claro que é tema importante para eles, mas não é o principal.

Continuem se iludindo que a ”culpa é do Bannon” ou achando que liberais têm voto no Brasil.

André Luiz dos Reis

Historiador, mestrando em História pela UFRJ, cristão ortodoxo e membro da NR-RJ.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *