A verdadeira cultura popular brasileira sofreu mais um golpe traiçoeiro

Leia nossa nota de repúdio sobre a remoção de todos os episódios do Brasil Caipira veiculados pela TV Brasil.

Na semana passada, a emissora TV Brasil, sem nenhum aviso, deletou, de seu canal no YouTube, todos os 156 episódios do Brasil Caipira. Programa capitaneado pelo Sr. Luiz Rocha, que batalha há quase quarenta anos pela preservação da cultura caipira, revelou inúmeros violeiros e cantadores, além de relembrar muitos artistas veteranos. O programa já passou por várias emissoras nessas décadas, mas nenhuma cometeu esse desrespeito de simplesmente deletar um arquivo de mais de uma centena e meia de gravações. Tal atitude é mais grave do que parece, é um ato de desrespeito contra toda uma cultura, contra todo o povo caipira. Nem mesmo a produção do programa ou o próprio apresentador foram avisados do que acontecera.

O que se esconde nesse acontecimento? É importante lembrarmos que a TV Brasil pertence ao Poder Executivo Brasileiro. Percebam a falta de respeito que esse desgoverno tem pela verdadeira cultura popular, fato que já apontamos inúmeras vezes. O que é verdadeiramente do povo nunca importou para esses traidores da pátria. Aparentemente, foi ordenado que o Sr. Luiz Rocha compactuasse com uma certa mensagem política, que deveria ser transmitida em seu programa e até mesmo pelos artistas que lá se apresentassem. Bravamente o apresentador, fiel aos seus princípios, recusou e agora sofre uma covarde retaliação. Sabendo quem são os atuais patrões da TV Brasil, podemos imaginar qual seria essa tal mensagem.

A verdadeira identidade popular, do Brasil Profundo, é mais forte do que a servidão aos tiranos apátridas, a cultura caipira sobreviveu ao neoliberalismo e sobreviverá aos tristes dias que vivemos. O som da viola irá ecoar no retorno da luz às terras brasileiras!

Nós, da Nova Resistência, apoiamos totalmente o Sr. Luiz Rocha e desejamos que muito em breve o indispensável Brasil Caipira encontre morada em nova emissora. Aliás, temos fé absoluta de que isso acontecerá, pois esse é mais do que um programa, é uma verdadeira arma de resistência cultural, que merece seu lugar no panteão popular brasileiro ao lado do trabalho desenvolvido por nomes como Inezita Barroso e Rolando Boldrin. A luta em prol da Tradição Caipira continua!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *