Aviões de guerra turcos derrubam jatos armênios, Erevan pode envolver a Rússia na guerra via OTSC

O Ministro da Defesa da Armênia informou que um jato armênio foi abatido por um avião de guerra turco.

De acordo com o Ministro, um Sukhoi Su-25 armênio foi abatido por um F-16 turco que decolou da base aérea de Ganja, no Azerbaijão.
O Armenian Unified Infocenter, administrado pelo governo armênio, disse em um comunicado que um caça F-16 pertencente ao exército turco decolou da base aérea de Ganja, no Azerbaijão, às 10h30, horário local.
O caça F-16 da Turquia bombardeou assentamentos e tropas terrestres das Forças Armadas Armênias ao redor da área de Vardenis entre o Lago Sevan e a fronteira Armênia-Azerbaijão.

Uma batalha aérea se iniciou envolvendo a força aérea armênia e unidades antiaéreas contra o avião de guerra turco, mas este último mirou e atingiu com sucesso o jato armênio.

“Infelizmente, o piloto morreu heroicamente”, declarou o Armenian Unified Infocenter.

“O F16 turco estava a cerca de 60 km de profundidade no território armênio e voando a uma altitude de 8200 metros”, acrescentou o Infocenter.

O porta-voz do presidente turco Recep Tayyip Erdoğan, İbrahim Kalın, negou que um caça F-16 turco tenha se envolvido com as forças armênias. O Ministério da Defesa do Azerbaijão também negou as declarações da Armênia.

Sabe-se que os jatos F-16 turcos foram implantados na base aérea de Ganja em julho/agosto sob o pretexto de exercícios conjuntos, mas permaneceram lá. Uma semana atrás, habitantes locais os avistaram sobrevoando a cidade de Ganja.

Erevan ainda não ativou a Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC), mas o assunto está sendo discutido após relatos de que um F-16 turco abateu um Su-25 armênio, disse o embaixador armênio na Rússia, Vardan Toghonyan.

A OTSC é uma aliança liderada pela Rússia semelhante à OTAN, no sentido de que existe um acordo coletivo de defesa.

Junto com a Armênia e a Rússia, a OTSC também inclui Bielorrússia, Cazaquistão, Quirguistão e Tajiquistão.

Com a ativação da OSTC pela Armênia, a Rússia poderia ser arrastada para o conflito e enfrentar a Turquia, membro da OTAN.

Em 27 de setembro, o Azerbaijão anunciou um bombardeio intensivo contra as forças armênias em Artsakh. As autoridades armênias impuseram a lei marcial, anunciaram a mobilização de reservistas e também restringiram a saída de homens para fora do país. O Azerbaijão também decidiu introduzir a lei marcial em todo o país.

O Azerbaijão lançou no domingo uma agressão para expulsar os armênios da região de Artsakh, que embora seja internacionalmente reconhecida como pertencente ao Azerbaijão, tem uma independência de fato após uma campanha militar bem-sucedida que terminou em 1994.

Artsakh é uma região de maioria armênia desde cerca de 500 AC, mas foi presenteada ao Azerbaijão pelo ex-líder da União Soviética Joseph Stalin, no início dos anos 1920, apesar da população indígena ter exigido fazer parte da Armênia.

Fonte: https://greekcitytimes.com/2020/09/30/turkish-warplane-shoots-down-armenian-jet/

Deixe uma resposta