Coreia do Norte – ‘É necessário combater a degeneração cultural’:

Para todas as nações que aspiram à independência fazendo oposição ao imperialismo, o combate ao envenenamento das ideologias e das culturas decadentes, em todas as suas manifestações, significa precisamente uma luta feroz pela defesa da soberania e da dignidade.

Os imperialistas consideram a intoxicação ideológica e cultural reacionária como a forma mais eficaz de materializar sua agressão, bem como de facilitar seus intentos predatórios.

A ideologia reacionária degenerada e a perspectiva americana sobre os valores (ambos empregados como uma via de agressão), desempenham um papel fundamental no estado presente da agressão [imperialista].

Os imperialistas consideram as novas gerações como o principal alvo de sua intoxicação ideológica e cultural corrupta. Através de filmes, jornais, revistas e intranets e de outros meios de comunicação que muito usados pelos jovens, os imperialistas os transformam em corruptos e degenerados, espalhando uma série de ilusões sobre o imperialismo: assim, os jovens infectados com a luxúria e o prazer passam a ser reduzidos a renegados em seus países, isto é, a defensores inconscientes do imperialismo.

Alguns países chegam até mesmo a passar por mudanças de regime e por quedas de governo através do protagonismo de jovens na criação de anormalidades – isso porque eles foram infectados com o envenenamento ideológico e cultural imperialista.

A batalha no campo ideológico e cultural é um conflito sem disparos: uma luta errática que resulta em consequências mais drásticas que uma derrota na guerra. O envenenamento ideológico e cultural burguês é mais perigoso que um ataque armado pelas mãos de um inimigo poderoso.

Qualquer hesitação ou concessão ao confronto ideológico dará lugar ao envenenamento ideológico e cultural burguês e, então, levará o caos ao destino da nação e do país.

Rondong Sinmun. Jan. 22, Juche 107 (2018).

Deixe uma resposta