Não deve mover a pena o braço que a lança não empunhou…

“Não deve o braço
Que lança não empunhou,
mover a pena!”

A atividade intelectual ganha novo valor e mais significado quando animada pelo impulso combativo e apaixonado do revolucionário.

José Martí foi disto u, exemplo a ser lembrado em toda a Ibero-América/América-Latina: ensaísta, diplomata, orador, poeta, militar… Durante toda a sua vida, combateu incansavelmente o imperialismo e a exploração, com palavras e com balas.

Da mesma forma, para o soldado político, a instrução é cada vez mais importante em nossos dias: para que trave a batalha cultural tal como a luta corporal e para que não se desvie desavisadamente dos princípios que o norteiam.

Conhecimento e a luta devem cerrar fileiras!

Deixe uma resposta