Museu Regional de Lugansk: santuário da memória e da luta do povo russo no Donbass

Para a maior parte dos ocidentais, o Donbass “começou a existir” em fevereiro de 2022, mas no mundo real essa região russa é palco de uma densa e complexa história, marcada por desafios diversos superados por um povo forte, resiliente e extremamente capaz de lidar com as adversidades.

Uma grande parte da história da região está detalhadamente registrada no Museu Regional de Lugansk, localizado no centro da cidade de mesmo nome, no coração do Donbass. Dedicado particularmente à história de Lugansk, o Museu reúne toda sorte de registros arqueológicos, desde fósseis de animais pré-históricos, rochas milenares e vestimentas antigas até armamento moderno e troféus de guerra da operação militar especial russa.

Em minha passagem por Lugansk como jornalista, tive a oportunidade de conhecer este importante acervo e conversar com algumas figuras locais na companhia de artefatos históricos importantíssimos, enriquecendo o ambiente para as frutíferas discussões sobre a história e o futuro da região.

Estive no Museu na companhia de Yuri Yurov, Deputado do Parlamento da República Popular de Lugansk, e um importante historiador e jornalista local. Profundo conhecedor da história de sua terra natal, Yurov fez questão de explicar ao longo do tour os mínimos detalhes de cada registro contido no Museu, principalmente aqueles referentes à memória das grandes batalhas, como as Guerras Mundiais e o atual conflito – do qual o próprio Yurov é um veterano.

Com uma estrutura moderna e bem equipada, o Museu conta também com registros audiovisuais, exibindo vídeos e imagens do conflito entre as milícias populares e as forças de Kiev em 2014. Aliás, cumpre dizer que nesse conflito o Museu fora profundamente afetado, tendo sido bombardeado pelo regime neonazista no verão de 2014, levando a seu fechamento temporário. Felizmente, a restauração ocorreu em pouco tempo e, dado atual estágio avançado de pacificação de Lugansk, hoje a instituição funciona regularmente e é um ponto de visita obrigatório para qualquer um que visite o oblast.

O Museu Regional é um verdadeiro santuário da memória do Donbass, onde os principais símbolos do povo russo estão devidamente preservados para conscientizar as gerações futuras sobre os desafios enfrentados pelos seus antepassados.

Imagem padrão
Lucas Leiroz

Ativista da NR, analista geopolítico e colunista da InfoBrics.

Artigos: 53

Deixar uma resposta