BlackRock, Bitcoin e Um Tsunami de Demanda Institucional

A BlackRock está tentando assumir o controle do mercado de bitcoins, mas será que ela tem como conseguir?

O presidente da MicroStrategy, Michael Saylor, disse recentemente: “A janela para antecipar a demanda institucional por Bitcoin está se fechando”.

Ele está absolutamente correto.

A BlackRock, a Fidelity, a Schwab, a Citadel Securities e outras grandes instituições estão fazendo grandes movimentos em direção ao Bitcoin.

Com quase US$ 10 trilhões em ativos sob gestão, a BlackRock é a maior gestora de ativos do mundo.

Larry Fink, CEO da BlackRock, teve uma reviravolta notável em relação à sua opinião sobre o Bitcoin.

Depois de anos descartando-o e denegrindo-o, Fink recentemente chamou o Bitcoin de “um ativo internacional” para se proteger contra a desvalorização da moeda que poderia “digitalizar o ouro” e “revolucionar as finanças”.

A BlackRock entrou com um pedido de ETF de Bitcoin à vista.

A BlackRock tem um histórico de aprovação de ETFs de 575-1, portanto, é provavelmente uma questão de tempo até que seu ETF de Bitcoin à vista seja aprovado e, potencialmente, outros. Isso abriria as comportas para certos grandes grupos de capital – como contas de aposentadoria tradicionais – que, de outra forma, não poderiam comprar Bitcoin.

Vou ser claro. Não sou fã do Fink, da BlackRock e das agendas nefastas que eles promovem.

Francamente, eu gostaria de ver a BlackRock falir e Fink limpar banheiros para ganhar a vida.

Entretanto, é importante lembrar que o Bitcoin é uma rede monetária apolítica, aberta, que não requer permissão, disponível para qualquer pessoa e não é controlada por ninguém. Ninguém pode ser impedido de usar o Bitcoin.

O Bitcoin é para todos, inclusive para as pessoas de quem você não gosta.

Alguns temem que a BlackRock possa alterar o Bitcoin de alguma forma, mas isso não tem fundamento.

Lembre-se, ninguém pode alterar o protocolo do Bitcoin – nem mesmo Elon Musk, Jeff Bezos, o governo chinês, o governo dos EUA ou qualquer uma dessas entidades poderosas juntas.

Mesmo que Satoshi Nakamoto – o criador anônimo cypherpunk do Bitcoin – retornasse após desaparecer em 2011, ele não poderia alterar o Bitcoin.

A Guerra dos Blocos, que culminou em 2017, é a prova disso.

Foi quando uma esmagadora maioria dos mineradores de Bitcoin (principalmente com base na China) – e outros membros proeminentes e grandes empresas – tentou se reunir e alterar o protocolo do Bitcoin para aumentar o tamanho do bloco.

Embora representassem a maioria dos mineradores de Bitcoin, alguns dos mais poderosos insiders, influenciadores proeminentes e grandes corporações, sua tentativa de aquisição hostil foi um fracasso abismal e embaraçoso.

Em vez de forçar uma mudança destrutiva no Bitcoin – como desejavam – eles simplesmente criaram uma imitação cada vez mais sem valor conhecida como Bitcoin Cash.

Recentemente, a capitalização de mercado do Bitcoin Cash (BCH) foi inferior a 1% da do Bitcoin real (BTC) e está tendendo a 0%.

Eu não me preocuparia muito com o fato de a BlackRock tentar criar um “Bitcoin ESG” ou alterá-lo de outra forma.

Mesmo que eles fossem tolos o suficiente para fazer isso, duvido que teria mais sucesso do que o Bitcoin Cash.

Outra preocupação em relação à BlackRock é que ela manipule o preço do Bitcoin criando mais reivindicações sobre ele do que o que realmente existe.

Eles poderiam vender algum Bitcoin de papel falso, mas isso fracassaria de forma espetacular e seria autodestrutivo.

Suponhamos que alguém como a BlackRock queira manipular o preço de um ativo criando mais reivindicações sobre ele do que o que realmente existe.

A entrega física do ativo subjacente seria uma maneira de revelar a fraude.

Se houver mais reivindicações do que realmente existem, solicitar a entrega física revelará isso, pois a entrega falhará.

Pense em receber a entrega física como chamar o blefe do manipulador.

É um desafio receber a entrega de commodities físicas negociadas em grandes bolsas, o que abre a porta para a criação de mais reivindicações do que realmente existem. Não é fácil chamar seus blefes.

Entretanto, com o Bitcoin, receber a entrega é tão simples quanto enviar um e-mail.

Se alguém for idiota o suficiente para criar mais reivindicações sobre o Bitcoin do que realmente existe, revelar a fraude será muito mais fácil do que com outros ativos.

Se a BlackRock ou alguma outra entidade tentar esse golpe, considere-o um presente. Você poderá acumular mais Bitcoin a preços artificialmente mais baixos até que o esquema Ponzi deles inevitavelmente exploda.

Aqui está o ponto principal.

A mudança colossal da BlackRock em relação ao Bitcoin indica que as grandes instituições poderão entrar em breve.

Trata-se de um poderoso vento de popa em potencial para o Bitcoin.

Acredito que podemos estar no limiar da próxima explosão de alta do Bitcoin.

Fonte: International Man

Imagem padrão
Nick Giambruno

Analista financeiro estadunidense.

Artigos: 49

Deixar uma resposta