Nota oficial sobre mesa-redonda com Prof. Dugin, Cmdt. Farinazzo, Leiroz e Anitablian

Sucesso total, muito acima do esperado, a participação do professor Alexander Dugin no Canal Arte da Guerra, com mediação e participação de nosso camarada Lucas Leiroz, do Comandante Robinson Farinazzo e do jornalista Rogério Anitablian.
 
Um evento que seria fechado, depois passou para aberto em um canal pequeno da universidade. Depois, por contratempos, passou para um grande canal, acompanhado pelo alto oficialato, por lideranças políticas, por figuras da diplomacia, por gente do empresariado, etc. Per aspera ad astra.
 
O prof. Dugin abordou, evidentemente, questões essenciais da operação especial russa na Ucrânia: a “russidade” da maior parte da população ucraniana, a preparação de um ataque ucraniano contra o Donbass, o caráter existencial do conflito, o papel nefasto do Ocidente, etc.
 
Ele abordou também a multipolaridade, como momento e janela que se abre após a vitória russa na Ucrânia. O Brasil deve aproveitar essa janela liderando os ibero-americanos em uma integração regional que nos transforme em um polo, não submisso à Rússia, mas integralmente independente e soberano.
 
Merece destaque também que Dugin abordou o Brasil, tratando do Logos de Ariel e da noomaquia brasileira. Ele ressaltou o caráter imperial de nosso país, o mito do Quinto Império, o papel do sebastianismo, mencionou Antônio Vieira e Fernando Pessoa, mas também Canudos.
 
Por fim, sobre a Amazônia, Dugin ressaltou a importância de trabalhar com as populações locais para desenvolver a região, bem como enfatizou a importância da multipolaridade porque a unipolaridade e a projeção externa do atlantismo ameaçam todas as soberanias, inclusive a brasileira.

Imagem padrão
Raphael Machado

Advogado, ativista, tradutor, membro fundador e presidente da Nova Resistência. Um dos principais divulgadores do pensamento e obra de Alexander Dugin e de temas relacionados a Quarta Teoria Política no Brasil.

Artigos: 52

Deixar uma resposta