Assassinato de líder indígena em Córdoba, Colômbia

A comunidade da reserva indígena de Zenú, confirmou o assassinato de seu líder Juan Luna, em uma área rural de San José de Uré, localizada no departamento de Córdoba, norte da Colômbia.

Segundo testemunhas, Luna foi morto por homens armados que, sem dizer uma palavra, dispararam contra ele. Eles também denunciam que horas após o homicídio sua casa foi incendiada e que a família teve que fugir da área. “Observamos a presença de grupos paramilitares fortemente armados, como as Forças de Autodefesa Gaitanista da Colômbia”, disse o porta-voz da Associação dos Camponeses do sul de Córdoba, José David Ortega.

Os Defensores dos Direitos Humanos denunciam que, em face da onda de violência, no departamento de Córdoba, as pessoas se afastam dos líderes sociais por medo de represálias contra suas famílias.

O homicídio deste domingo acontece enquanto a Organização Nacional Indígena da Colômbia (ONIC) declarou uma emergência humanitária no país devido à ação incessante de gangues armadas contra os nativos.

O ONIC denuncia que desde a assinatura do Acordo de Paz em 2016, grupos armados ilegais mataram 159 líderes indígenas, e enfatizam que depois que os Mingas se desenvolveram em março e em abril passado, as ameaças e o extermínio aumentaram de forma alarmante.

Fonte: https://www.telesurtv.net/news/asesinan-lider-indigena-cordoba-colombia-20190811-0049.html

Deixe uma resposta