O PT também é neoliberal:

Se o seu entendimento político depende da observação do debate político quotidiano, especialmente do travado na internet, então você achará que há um embate entre o “bem” e o “mal”, travado no Brasil, com PSDB e PMDB de um lado e o PT do outro, com a categorização “bem/mal” variando segundo o idiota útil que comenta.

Esse debate é até mesmo capaz de atingir níveis elevados de esquizofrenia, com acusações de “fascista” lançados ao MBL e delírios sobre guerrilheiros cubanos disfarçados de médicos se infiltrando no Brasil.

Nesse cenário, diante da atual crise e das péssimas decisões que têm sido tomadas pela Junta Temer, por exemplo, parte da população lança todas as suas esperanças sobre o PT e sobre a figura de Lula. Pode parecer algo incrível, mas mesmo após 14 anos de um governo PÉSSIMO, ainda há quem acredite que o PT tem as soluções para o Brasil.

Por causa do discurso combativo e polarizante, as massas se comportam como se estivéssemos perante uma dualidade fundamental, como se PT de um lado e PSDB/PMDB do outro fossem como água e óleo, inconfundíveis e antitéticos.

Mas isso é mentira. Desde a destruição do projeto desenvolvimentista pelo golpe militar de 64, o Brasil tem sido governado, fundamentalmente, por um único governo, de um único partido: o governo do capital financeiro, o partido dos banqueiros. E apesar de seus tentáculos terem começado a se firmar durante o período militar, a democracia restaurada enraizou e encastelou essas forças que, desde então, tem governado o Brasil sem qualquer tipo de empecilho ou resistência.

De Sarney a Temer temos estado sob uma mesma grande estratégia econômica neoliberal. Essa estratégia econômica neoliberal foi construída em obediência ao Consenso de Washington, e nem mesmo a participação do Brasil nos BRICS serviu para alterá-la substancialmente.

O PT, tal como seus antecessores e sucessor, privatizou e terceirizou. O PT aprofundou o processo de desindustrialização. O PT fortaleceu os bancos e ajudou na formação de um grande cartel bancário. Apesar de um algumas tendências mais social-democratas de teor demagógico, no âmbito macroeconômico o governo do PT foi a continuação perfeita do governo PSDB de FHC.

Nesse sentido, a realidade não é outra que a de que o PT, surgido a partir da estratégia anti-Brizola do General Golbery, mas que teve origens populares e sindicais com bastante potencial, é uma organização neoliberal, envolvida em atos de alta traição nacional e de entrega de riquezas nacionais ao capital financeiro nacional e internacional.

E se o PT é uma organização neoliberal ele não pode ser uma solução para os problemas do Brasil. Ao contrário, apoiar o PT e o Lula é apoiar uma falsa dicotomia, é apoiar que o jogo permaneça paralisado dentro do minúsculo campo político-ideológico liberal, com uma mera disputa posicional entre forças de centro-direita e forças de centro-esuqerda.

Se o Lula, no passado, já teve grande potencial, há muito ele o trocou pelo direito de ingressar nas fileiras das elites parasitárias brasileiras.

O povo brasileiro segue sendo enganado e guiado como gado. E o Brasil segue sob a égide do liberalismo. O PT é tão somente mais uma face dele.

Deixe uma resposta